Voltar a estudar

Depois de três anos de trabalho na Alemanha e de outros três em Portugal, este era o momento para voltar a pegar nos livros. O início de um mestrado foi o motivo que me trouxe de armas e bagagens para Hamburgo. Continuo ligada à DW, mas agora a minha ocupação principal voltou a ser a de estudante!

E é tão bom voltar à “escola”! Sempre tive o desejo de ter experiência profissional e académica fora de Portugal e, portanto, a entrada na Universidade de Hamburgo é o início da realização de um objectivo.

Depois de algum tempo de trabalho, penso que se volta aos estudos com mais maturidade, responsabilidade e vontade de agarrar o conhecimento. Sente-se que esta é uma oportunidade única, de fazer uma pausa no trabalho – onde passamos a maior parte do tempo – para voltar a aprender com professores, pessoas experientes, livros especializados, para voltar ao stress de entregar trabalhos e estudar para as provas!

DSCN9211

Eu sempre defendi a ideia que era preciso ter alguma experiência e tempo de maturação, depois da licenciatura, para escolher uma área de estudo num mestrado. A verdade é que acho que comigo nada mudou, não consegui deixar de me entusiasmar pelas áreas de resolução de conflitos, paz, relações internacionais. E os últimos anos só vieram confirmar que era para essa área que me queria redireccionar.

Estudar num outro país acarreta alguns desafios, desde logo a língua – a minha eterna batalha –, e o sistema de ensino que funciona de forma um pouco diferente ao que estava habituada.

Aprender alemão é um trabalho incessante e tanto causa, por vezes, uma imensa frustração como também a alegria de uma vitória sempre que se sente uma evolução. Ainda que o mestrado seja em alemão e em inglês, a maioria dos professores prefere dar aulas em alemão, o que exige o triplo do meu esforço de concentração – que nem sempre resulta. As aulas em inglês parecem música para os meus ouvidos, tudo se torna mais leve e fácil de compreender. Depois de ter trabalhado estes últimos anos sempre em português, agora com esta nova misturada de alemão e inglês dou por mim a começar frases numa língua e a terminar na outra, a esquecer-me de palavras simples em inglês que me surgem de imediato na mente em alemão… Todo um processo de adaptação que eu espero que seja breve!

Ao longo dos próximos tempos, vou portanto partilhar textos sobre a cidade de Hamburgo, considerada por muitas pessoas como das mais bonitas da Alemanha (e eu subscrevo), curiosidades e certamente também algumas banalidades sobre a vida de uma estudante.

Gostava que este fosse também um espaço de diálogo e, portanto, qualquer dúvida ou tema que gostassem de saber ou ver abordado neste blog deixem simplesmente um comentário e eu tentarei corresponder!